“Quero ficar só. Gosto muito das pessoas, mas essa necessidade voraz que às vezes me vem de me libertar de todos. Enriqueço na solidão: fico inteligente, graciosa e não esta feia ressentida que me olha do fundo do espelho. Ouço duzentas e noventa e nove vezes o mesmo disco, lembro poesias, dou piruetas, sonho, invento, abro todos os portões e quando vejo a alegria está instalada em mim.”
Categorias: Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Blog

Agatha Christie

“Ganhar uma guerra é tão desastroso quanto perdê-la.”

Blog

Raquel de Queiroz

“Fui tomar satisfação a meu pai sobre esses assuntos do céu: “O povo diz que o céu é la em cima e o inferno é lá embaixo. Mas se a Terra é redonda e tem Leia mais…

Blog

Jane Austen

“Elizabeth: Eu me pergunto quem descobriu o poder da poesia para espantar o amor. Darcy: Achei que fosse o alimento do amor. Elizabeth: Do amor belo e vigoroso. Mas se é apenas uma vaga inclinação, Leia mais…